Elas escovam os dentes com mais cuidado, usam mais o fio dental e visitam o dentista com mais frequência que os homens. Esse, pelo menos, é o resultado da recente pesquisa realizada pelo Journal of Periodontology, que mapeou o comportamento de homens e mulheres relacionado à saúde bucal.

E tem mais, mulheres são duas vezes mais propensas a ter feito check-ups odontológicos regulares, agendado o tratamento recomendado após esses check-ups e ter melhores indicadores de saúde periodontal (associada à gengiva). E apesar de serem mais cuidadosas, as mulheres têm mais propensão a apresentarem problemas relacionados à saúde bucal do que os homens. Um dos principais motivos disso são as alterações hormonais que elas sofrem ao longo da vida devido às questões reprodutivas deixam a boca mais suscetível a diversos problemas.

5 diferenças entre homens e mulheres que determinam a qualidade da saúde bucal

  1. Tamanho dos dentes: os homens possuem dentes com diâmetro maior que o de uma mulher.
  2. Língua maior: a língua deles também é, geralmente, maior do que a das mulheres.
  3. Mudanças hormonais: as grandes oscilações hormonais que as mulheres sofrem ao longo da vida, como o período de menstruação e da menopausa, enfraquecem a saúde bucal e, portanto, exigem cuidado redobrado.
  4. Gestação: Durante a gestação, a mulher fica mais suscetível a doenças bucais pelo aumento da progesterona, hormônio essencial na manutenção da gravidez.
  5. Idade: a diferença nos problemas de saúde entre homens e mulheres aumenta com o envelhecimento. As mulheres mais velhas são mais propensas à perda de dentes do que os homens, devido à redução acentuada na salivação, problema que afeta mais os homens do que as mulheres.

Leave a Reply