O dia dos Namorados está chegando. A data pra lá de especial, é mais uma oportunidade para os casais de todas as idades ficarem pertinho… E justamente aí acende o sinal vermelho. Falar pertinho, trocar beijos pode ser um desafio para quem não está com a saúde bucal em dia.

Mau hálito, a cárie dental, inflamação gengival e até a ocorrência de pequenas feridas na boca podem colocar em risco tanto romantismo.

Que tal antecipar os preparativos para curtir a data em grande estilo e com aquele super sorriso.

Tudo começa com as visitas periódicas ao dentista.

O próximo passo é uma higiene bucal bem feita com escovação correta e o uso do fio dental. Escolha uma escova de dente ideal: que tenha cerdas arredondadas macias ou médias. Sua escova deve alcançar os dentes mais escondidos.

E tem mais:  manter a alimentação saudável é o  segredo do bom hálito. Evite o jejum prolongado. Tenha sempre à mão os lanchinhos leves.

Nem tente disfarçar o mau hálito com chicletes ou doces açucarados. Eles só vão agravar o problema.  Alimentos pegajosos que grudam nos dentes provocam cáries mais facilmente.

Fique longe de alguns tipos de  alimentos que podem provocar mau hálito. Anote a lista: alho, cebola, curry e peixes.

Bebidas ácidas como cerveja, vinho, café e refrigerante contêm compostos que liberam o mau cheiro e são absorvidos pela corrente sanguínea.

Chocolate é bom, mas… deve ser ingerido em quantidade limitada chocolates, porque o açúcar ajuda a bactéria a se reproduzir, provocando o mau hálito.

Mas nem tudo está perdido. Prefira os alimentos que têm a propriedade de contribuir para a correção do mau hálito, como  o chá verde, canela, frutas e legumes, como aipo ou maçãs, melões, laranjas e outros alimentos ricos em vitamina C.

Beba bastante água: ela ajuda a remover os restos dos alimentos que se acumulam na garganta.

E por último: Beije com responsabilidade!

Cerca de dois bilhões de bactérias estão presentes em cada gota de saliva. Há várias doenças que podem ser transmitidas pelo beijo como tuberculose, hepatite, sífilis e a doença cárie, entre outras.

Leave a Reply