Em uma ação de Intercooperação, as unidades do Sescoop dos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, São Paulo e Minas Gerais se uniram e criaram o Movimento Sudeste Mais Coop, que consiste em compartilhar cursos, estruturas e colaboradores para entregar às cooperativas uma série de treinamentos digitais, para que ampliem seus leques de oportunidades de mercado e façam negócios entre si.

A iniciativa também visa que mais pessoas nestes quatro estados conheçam o modelo cooperativista, a fim de identificarem nas cooperativas, possibilidades de negócios e alternativas para superar esta pandemia do Covid-19, que gerou crises na saúde e na economia do país.

E a primeira atividade ocorreu no dia 27 de abril, na live Resiliência em Tempos de Crise: A hora das Cooperativas? – realizada pelo Sistema OCB/RJ – cujos convidados foram Filipe Pires, Engenheiro de Produção e Mestre em Economia pelo Ibmec, e Klaus Pereira, Mestre em Administração com pesquisa em Marketing (UnigranrioO/RJ).

O conteúdo foi retransmitido pelo canal do Youtube do Sistema OCB/ES e contou com as participações ao vivo do superintendente Corporativo Executivo do Sescoop/SP, Aramis Moutinho, do gerente de Desenvolvimento Cooperativista do Sescoop/ES, Waldemar Fonseca dos Santos, e do analista de Desenvolvimento Humano da instituição, Marcos Martins dos Passos.

De acordo com o superintendente do Sescoop/RJ, Abdul Nasser, o Movimento Sudeste Mais Coop visa à construção e aproximação das cooperativas da região sudeste.

“Expectativas são as melhores possíveis de fazer o cooperativismo crescer ainda mais no Rio de Janeiro, em São Paulo, no Espírito Santo e em Minas Gerais, por meio da adesão de novas pessoas e de uma aproximação entre as cooperativas dos estados, para que possam fazer negócios entre si. Além disso, o Movimento possibilita a troca de expertise, de conhecimentos e dá oportunidade para que todos os participantes tenham acesso a conteúdos diversos” – explicou Abdul.

A opinião também é compartilhada pelo superintendente corporativo executivo do Sescoop/SP, Aramis Moutinho. Ele também crê que a intercooperação é a chave para superar este período de pandemia.

“Os assuntos tratados nas lives abordam a situação pela qual passamos em vários aspectos e dão ênfase, na visão cooperativista, de como as cooperativas estão se comportando ou podem se comportar. Inicialmente, apenas os estados da região sudeste participam, mas, quem sabe, o Brasil inteiro também seja envolvido neste Movimento”, disse.

Aramis também acredita que as lives se tornarão ferramentas atuantes nas discussões sobre problemas que afetam as cooperativas. “A tendência é que em um futuro próximo, as próprias cooperativas indiquem os caminhos para que as lives sejam cada vez mais efetivas e proponham temas que abram soluções para melhorias no desempenho, na empregabilidade, na renda dos cooperados e no mercado de atuação”, concluiu.

Para o superintendente do Sistema OCB/ES, Carlos André Santos de Oliveira, o Movimento Sudeste Mais Coop proporciona a otimização de recursos, a potencialização de iniciativas e criação de um sentimento único em torno do modelo de negócio cooperativo, fortalecendo sua divulgação e disseminação para a sociedade.

“A meu ver, essa ação é fantástica e só traz ganhos para todas as unidades envolvidas, pois a própria terminologia intercooperação já diz por si própria que iremos produzir mais por trabalhar em conjunto. Na minha visão, o maior benefício, além de potencializarmos as ações para nossos clientes que são as cooperativas e uma defesa mais incisiva do nosso modelo de negócio, é o aprendizado mútuo, a troca de experiências e a possibilidade de irmos aprendendo, fazendo de forma harmônica e coletiva”.

Em relação ao Covid-19, Carlos André entende que o cooperativismo, por meio do Movimento Sudeste Mais Coop, contribui no combate à pandemia. “Por meio da transmissão de conhecimento através de lives e webinars, levamos soluções de desenvolvimento humano para o constante aprimoramento dos presidentes, diretores, conselheiros, cooperados e empregados das cooperativas. Outro aspecto muito importante é contribuir para a própria quarentena em si, pois se soluções sistematizadas chegam às residências, não há por que as pessoas saírem de suas casas e isso é muito importante neste momento de combate ao vírus e redução da curva de contágio”, explicou.

 

AGENDA

Para os próximos dias já estão agendadas as seguintes lives:

29/4, às 16h: Inteligência Emocional em Tempos de Crise

29/4, às 19h: Dicas profissionais de áudio e vídeo para gravação de cursos e áudios de qualidade

30/4 , às 19h: Felicidade no Trabalho

4/5, às 19h: Ressarcimento ao SUS em época de Pandemia – Cuidados que as Operadoras devem adotar.

6/5, às 16h: O papel da liderança na Gestão da Crise

7/5, às 19h: Dicas de Planejamento Estratégico em Tempos de Crise

 

Para fazer a inscrição, basta acessar: https://rio.coop/cursos/. (Fonte: Sistema OCB/RJ).