por Cláudio Zambello, presidente da Uniodonto e da Credsaúde

A união das cooperativas sempre foi um desejo almejado em Piracicaba. O primeiro passo ocorreu em um evento de grande repercussão realizado em 2012 no anfiteatro da ACIPI, comemorativo ao Ano Internacional das Cooperativas, o qual foi oficializado pela Organização das Nações Unidas. Na época, 12 cooperativas locais se uniram para discutir um caminho comum e ações de interesse para a coletividade. Dessas cooperativas, algumas encerraram atividades ou foram incorporadas por sistemas já existentes. O ideal, porém, prossegue até hoje.

Nestes últimos anos sempre prezamos em unir e integrar as cooperativas, seja através de seus líderes e gestores, ou através de ações de interesses mútuos (comerciais ou sociais).

Uma destas ações é o DIA C – Dia do Cooperar ou dia do voluntariado – iniciado em Minas Gerais pela Organização Estadual das Cooperativas (OCEMG) em 2014. O objetivo era e continua sendo fazer dos participantes das cooperativas – cooperados e colaboradores – voluntários em alguma ação durante um ou mais dias. A ação se propagou e hoje o DIA C é comemorado em todo o Brasil no primeiro sábado de julho.

Em 2020, as ações estão ocorrendo, porém, de forma diferente. Devido ao isolamento social e ao confinamento decretado pelas autoridades sanitárias, as ações irão unir as cooperativas, à distância, cada qual buscando realizar ações entre junho e julho de forma interna, segura e com divulgações nos veículos de comunicação tradicionais e digitais. O DIA C será, inclusive, prorrogado até 12 de julho, em algumas localidades.

Como resumo, de 2012 a 2020 envolvemos dezenas de colaboradores, cooperados, dirigentes e usuários. Todos em prol de um bem comum: ajudar o próximo. Foram ações pontuais e substanciais como arrecadação de quase duas toneladas de alimentos para o Lar dos Velhinhos, arrecadação de mais de uma tonelada de alimentos para o Lar Betel, arrecadação de leite longa vida para o Banco de Alimentos da Prefeitura de Piracicaba, ou mais de 8 mil fraldas geriátricas para o Fundo de Solidariedade. Isso tudo conseguido com apresentações teatrais e musicais (como o show comemorativo aos 75 anos dos Demônios da Garoa ou a peça “Palavra de Mulher” com as cantoras Célia, Lucinha Lins e Tânia Alves), a caminhada 5 Km Cooperatividade, entre outras ações.

Claro que as ações geminadas durante estes oito anos foram além disso. Houve integração entre as pessoas, ou seja, houve a convivência presencial nas redes sociais, nos encontros, nas discussões, em rodadas de negócios, nos treinamentos e nas necessidades mais objetivas que tivemos junto ao poder público, seja através do legislativo ou do executivo, como também diante das entidades administrativas do cooperativismo. Foi muita honra recebermos neste período o agrônomo Roberto Rodrigues que foi Ministro da Agricultura, o presidente da Organização das Cooperativas do Estado Edivaldo del Grande, ou do advogado Américo Utumi representante do cooperativismo paulista na ONU e na Aliança Cooperativa Internacional. Além disso, a união das cooperativas criou o Dia Municipal do Cooperativismo, aprovado pela Câmara de Vereadores transformada nas leis 45/2012 e 41/2013.

Agora em 2020, estamos unidos, com seis cooperativas, as quais estão se cotizaram e entregaram 540 cobertores a moradores de áreas vulneráveis. Estes, por sua vez, foram entregues em 5 de julho às famílias que residem nas comunidades Pantanal 1 e 2 e Jardim Vitória, região do Bairro Itapuã. A união, intercooperação e preocupação com a comunidade na qual estamos engajados, além de serem princípios cooperativistas, entre vários outros, em Piracicaba continua dando frutos práticos que servem de exemplo para o resto do país.